segunda-feira, setembro 07, 2015

ODE ANALGÉSIVA

a pátria é o embaixo das roupas.

é lá que dói e se desfazem
as linhas mínimas do ventre
o lacre avesso do silêncio
e o destino de selo intêmpere.

é lá o magazine de medos
onde quem sabe há calado
na caricatura de seus becos
ou no domicílio de seus fados.


(poeta goiano que hoje faria 51 anos)

Sem comentários: