thesoundofsilence

How many times must a man look up, Before he can see the sky? How many ears must one man have, Before he can hear people cry? The answer, my friend, is blowin' in the wind. The answer is blowin' in the wind.

terça-feira, julho 28, 2015

Guilherme Arantes faz hoje 62 anos

Prelúdio

A minha Poesia é uma árvore cheia de frutos
que um sol de tragédia amadurece;
mas eu não os arranco nem procuro:
-  o meu sol de tragédia aquece, aquece,
e o fruto cai de maduro.

No resto, sou empregado de escritório
que não procura desvendar abismos,
e passa o dia (glorioso ou inglório)
a somar algarismos...

A minha Poesia é uma árvore cheia de frutos
que um sol de tragédia amadurece;

mas eu não os arranco nem procuro:
- sei a miséria da estrada percorrida;
o meu sol de tragédia aquece, aquece,

- e o fruto cai de maduro
no chão da minha vida.


(Sidónio Muralha nasceu faz hoje 95 anos)

segunda-feira, julho 27, 2015

Pete Yorn faz hoje 41 anos

Joe Romersa faz hoje 59 anos

Poema do pastoreio

Nasci pastor. Aos vinte anos,
por verdes campos risonhos,
andei tangendo ilusões…
- meu rebanho era de sonhos.

Agora, além dos sessenta,
ao peso dos próprios anos,
pastoreio outro rebanho…
- hoje, só de desenganos.

E no meu velho cajado,
que é o mesmo da mocidade,
ainda me apoio a sonhar…
- mas chorando de saudade.


(poeta paulista falecido faz hoje 41 anos)

domingo, julho 26, 2015

Joan Wasser faz hoje 45 anos

Mairéad NíMhaonaigh faz hoje 56 anos

Mick Jagger faz hoje 72 anos

Herói Vencido

Naquele dia
Parti
A hora em que a cidade era saudosa
Das vidas que eu viveria
Se me não fora impossível.
Ali,
Tudo me prometia
O perdido para sempre,
E tudo me era sensível,
Como se fosse de novo,
Ou eu visse
Com os olhos da outra gente.

Nesse momento,
De mim próprio tão diferente,
Era o herói conhecido
De um romance concebido
E nunca realizado...

No ar da gare,
Entre o silvo das partidas,
Estava suspenso, parado,
O perfume concentrado
De todas as despedidas.


(poeta portuense nascido a 26 de Julho de 1905)

sábado, julho 25, 2015

Thurston Moore faz hoje 57 anos

A amazona comia seu derradeiro seio

A amazona comia seu derradeiro seio
À noite antes da batalha final
Seu cavalo calvo respirava o ar fresco do mar
Escoiceando de ódio relinchando seu medo
Pois os deuses desciam dos montes da ciência
Traziam consigo os homens
E os tanques


(poetisa franco-egípcia nascida faz hoje 87 anos) 

Tradução de Roberto Bessa

sexta-feira, julho 24, 2015

Yves Duteil faz hoje 66 anos

Hervé Vilard faz hoje 69 anos

Bolha de sabão

Dirás, quando a vires:
“A bola de vidro rola
debaixo do arco-íris”.


(poeta paulista nascido faz hoje 125 anos)

quinta-feira, julho 23, 2015

Serge Reggiani faleceu faz hoje 11 anos

Carlos Paredes faleceu faz hoje 11 anos

Ação gigantesca

Beijei a boca da noite
E engoli milhões de estrelas.
Fiquei iluminado.
Bebi toda a água do oceano.
Devorei as florestas.
A Humanidade ajoelhou-se aos meus pés,
Pensando que era a hora do Juízo Final.
Apertei, com as mãos, a terra,
Derretendo-a.
As aves em sua totalidade,
Voaram para o Além.
Os animais caíram do abismo espacial.
Dei uma gargalhada cínica
E fui descansar na primeira nuvem
Que passava naquele dia
Em que o sol me olhava assustadoramente.
Fui dormir o sono da eternidade.
E me acordei mil anos depois,
Por detrás do Universo.


(poeta cearense que hoje faria 68 anos)

quarta-feira, julho 22, 2015

Kate Ryan faz hoje 35 anos

Elogio da memória

O funil da ampulheta
apressa, retardando-a,
a queda
da areia.

Nisso imita o jogo
manhoso
de certos momentos
que se vão embora
quando mais queríamos
que ficassem.


(poeta paulista nascido faz hoje 89 anos)