quarta-feira, setembro 09, 2015

Ser

Vir à luz em partos duros
- ser erva rasgando a pele
granítica dos muros

Viver em grades     desterros
e ser um raio de sol
por entre os ferros

E quando tudo se for
morrer pela madrugada
com a raiz de uma flor
na mão cerrada


(poeta moimentense falecido faz hoje 28 anos)

Sem comentários: